Tenho diabetes! E agora?

Fique calmo. Não é o fim do mundo. Primeiro vamos entender o que é esta doença. Resumidamente, o diabetes ocorre quando temos a nossa glicose (açúcar) elevada na corrente sanguínea. Isso ocorre pois o hormônio que todos nós produzimos chamado insulina, está em falta (diabetes tipo 1) ou sua função está prejudicada (diabetes tipo 2). Esta glicose elevada, ao longo do tempo, pode gerar graves consequências no nosso organismo, caso não tratemos adequadamente este problema.

É uma condição frequente?

Estima-se que no Brasil existam hoje mais de 20 milhões de portadores desta doença. Infelizmente este número aumenta cada vez mais. O tratamento correto e, principalmente, informação de qualidade são fundamentais para o bom controle e qualidade de vida dos pacientes.

Quais são os perigos do diabetes?

Por seu uma doença com poucos sintomas, o diagnóstico e consequentemente o tratamento são feitos tardiamente, o que pode gerar graves consequências à saúde. Com uma boa orientação médica e um pouco de disciplina, o diabetes é facilmente controlado e o indivíduo leva uma vida completamente normal.

Ela pode gerar sequelas?

Principalmente se não for tratada. Os órgãos mais afetados são o coração, cérebro, olhos, rins, órgão genitais e membros inferiores (pernas). Quanto mais cedo o tratamento for iniciado menor a chance de ocorrerem estes problemas.

E como é feito o tratamento?

Isso depende de cada paciente. Porém, algo que todos devem fazer é uma reeducação alimentar programada para cada caso. Sem ela o tratamento torna-se impossível. Além disso lançamos mão de comprimidos e em alguns casos, insulinas (não deixe de ler o artigo “mitos e verdades sobre a insulina”.

Então vou passar o resto da vida fazendo dieta? 

Perceba! Não falei em Dieta e sim em reeducação. Na dieta passamos fome, deixamos de comer muitas coisas e rapidamente a abandonamos. Isso não serve para quem tem diabetes. Já na reeducação alimentar, aprendemos a comer melhor, sem passar fome, sem proibições e principalmente, levamos estes hábitos para a vida toda. Existe um ditado que diz: “quem faz dieta vive gordo”.

Diabetes tem cura?

Ainda não. Vários estudos estão em curso atualmente procurando novos tratamentos e até mesmo a reversão total da doença. Porém ainda não podemos falar em cura. É o que acontece com a hipertensão arterial por exemplo. Não tem cura mas se for tratada corretamente, o paciente vive uma vida completamente normal. O que digo para meus pacientes é que se cuidem bastante, pois caso a cura chegue, ela beneficiará apenas os que estão bem controlados. As consequências da doença (caso elas ocorram) são irreversíveis.

Mas e a cirurgia para diabetes?

Cuidado! Não acredite em tudo que vê na imprensa e nos comerciais. O que está sendo chamado erroneamente de cirurgia para o diabetes, nada mais é do que um tipo de cirurgia bariátrica (popularmente conhecida como redução de estômago”). Ou seja, ela só pode ser feita em pacientes com graus avançados de obesidade e mesmo nesses casos, não podemos ainda falar em cura, pois  observamos que passados 10, 15 anos da cirurgia, muitos pacientes estão novamente elevando seus níveis de glicose.

E os medicamentos “naturais”? O que falar do chá de insulina, pata de vaca, abajeru e outros?

Todos estes medicamentos dito “naturais” não passaram nos testes científicos. Não mostraram nenhuma eficácia clínica e alguns até mesmo são nocivos à saúde. Lembre-se que a maioria dos remédios (e também venenos) vieram de plantas. Logo, achar que só porque uma substância veio da natureza, faz com que ela seja inofensiva, é um engano muito grave.

Advertisements

One Response to Tenho diabetes! E agora?

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s