Hipertireoidismo

1- O que é hipertireoidismo?

É um grupo de doenças que têm como características em comum o excesso de hormônios tireoidianos na circulação. Geralmente esse aumento vêm da tireóide, mas em alguns casos pode ocorrer por uso indiscriminado de “fórmulas de emagrecimento” que possuem esses hormônios na sua composição.

2- É comum?

É menos frequente que o hipotireoidismo mesmo assim é muito comum. Dentre as principais causas temos a chamada Doença de Graves, distúrbio auto imune em que o nosso corpo produz substâncias que atacam a nossa própria tireóide. Parecido com a tireoidite de Hashimoto (veja mais sobre ela aqui) só que neste caso esse “ataque” irá aumentar a produção e liberação de hormônios na circulação.

3- Além da Doença de Graves que outras causas de hipertireoidismo existem?

Como já foi dito o uso de “fórmulas para emagrecer” contendo hormônios tireoidianos é uma causa frequente. Outra possibilidade é quando um ou mais nódulos (caroços) na tireóide se tornam independentes na sua produção hormonal, gerando hipertireoidismo.

4- E quais os sintomas?

São vários, sendo os mais frequentes a irritabilidade, perda de peso, palpitações, arritmia cardíaca, calor excessivo, insônia, agitação, dentre outros.

5- É grave?

Caso não seja tratado sim. É mais perigosa quando comparada ao hipotireoidismo, principalmente devido ao frequente acometimento do coração.
Caso seja reconhecida e tratada precocemente as chances de resolução são muito altas.

6- Qual o tratamento?

Na maior parte dos casos iniciamos o tratamento com remédios orais para controlar o excesso hormonal. Essas medicações não resolverão o problema, apenas controlarão os sintomas até que a cura seja alcançada. Tal cura pode ocorrer espontaneamente, por cirurgia de retirada da tireóide ou pela administração de iodo radioativo.

7- Como é feito o tratamento com iodo radioativo?

Nossa tireóide trabalha com grandes quantidades de iodo. Sabendo disso foi criado um tipo de tratamento onde administramos pela boca um iodo diferente, radioativo. Ao chegar à tireóide, este iodo irá destruir boa parte da tireóide com sua radiação. Assim, dentro de alguns meses o paciente terá seu hipertireoidismo resolvido.

8- E quais são os problemas deste tratamento?

O principal deles você já deve ter deduzido. Se o iodo destrói boa parte da glândula, o paciente poderá evoluir para hipotireoidismo. E é isso mesmo que queremos. O tratamento do hipotireoidismo é muito mais simples e seguro do que o do hiper. Importante frisar que o hipotireoidismo acontece também nos pacientes que optaram pela cirurgia. Outra preocupação comum é em relação aos riscos da radiação. Já foram feitos diversos estudos que comprovaram a segurança desta modalidade de tratamento. O nível de radiação é pequeno e acredita-se que seja limitado em grande parte à tireóide. Converse com seu médico, juntos vocês escolherão o tratamento mais adequado para seu caso.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s